Câmeras de segurança registraram o assalto a um idoso, na madrugada do último dia 25, no bairro Santa Fé, em Campo Grande. Na ocasião, dois homens abordaram um idoso, de 63 anos, que dirigia um Etios. Eles agrediram o motorista, o retiraram do carro e roubaram o veículo. Um dos autores, Carlos Emanuel Ortiz Galeano, morreu nessa quarta-feira (27), em confronto com policiais no Tiradentes, região leste da Capital.

Nas imagens divulgadas nesta quinta-feira (28), é possível ver Emanuel -que está vestindo camiseta preta e calça jeans clara – e o comparsa andando pela rua. Ao verem o veículo, os dois seguem em direção a ele e abordam o motorista. O assalto aconteceu por volta das 4h30, quando a vítima retornava para casa após as comemorações de Natal. Ele estava sozinho quando foi abordado pelos suspeitos.

Ao abordar o motorista, um dos ladrões entra no carro. O idoso tenta escapar e segue com o veículo, mas é rendido por Carlos que estava armado e do lado de fora. Ele agride o idoso e o retira do carro. Em seguida, os suspeitos entram no veículo e fogem. Em choque, a vítima permanece parada na rua, observando a fuga. Depois, o homem foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Confronto

O carro foi localizado ontem por policiais da Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos). O veículo estava em uma casa, no bairro Tiradentes. O morador da residência foi abordado, mas negou participação no roubo. Porém, foi reconhecido pelas imagens das câmeras de segurança.

Apesar disso, não havia flagrante e o suspeito não foi detido. Já no período da noite, policiais militares foram ao local e, segundo consta no registro policial, foram recebidos a tiros. Após abordagem, Carlos atirou uma vez e correu para dentro da residência, fazendo mais dois disparos na sala. Já enquanto corria para o quarto, os policiais revidaram e atingiram o suspeito no peito e no braço esquerdo. O homem não resistiu aos ferimentos.

Na casa foi apreendido o revólver de Carlos e também a pistola do policial. O caso foi registrado como homicídio decorrente da intervenção policial e posse irregular de arma de fogo. Equipes da Polícia Civil e Perícia estiveram na casa e o comparsa do assaltante já está identificado.