Nesta quarta-feira (22), foi publicado desligamento de cadete, do curso de formação de oficiais da PMMS (Polícia Militar de Mato Grosso do Sul). O desligamento foi feito a pedido do cadete, que foi preso em janeiro com drogas no Mato Grosso.

A publicação consta no Diário Oficial, assinada pelo comandante da da Polícia Militar, coronel Franco Alan da Silva Amorim. O desligamento acontece pouco mais de dois meses após o cadete ser flagrado com droga no Mato Grosso.

Em 10 de janeiro deste ano, o cadete, que também é apresentado como advogado, foi detido em Poroxéu (MT). Naquele dia, policiais militares suspeitaram do Duster que o suspeito estava e fizeram abordagem.

Assim, ele teria mudado de direção e acionado o pisca-alerta do carro. Então, entrou em uma propriedade rural para tentar despistar os policiais, mas foi abordado.

Na abordagem ele se identificou como advogado e também cadete da PM. Ainda conforme o site Olhar Direto, o suspeito tentou intimidar os policiais.

Depois, fugiu correndo, mas acabou detido e encaminhado para a . No carro foram encontradas porções de cocaína, crack e maconha. Também na delegacia o cadete teria ameaçado um subtenente da PM.

Pelo ocorrido, ele respondeu a processos administrativos, pelos quais foi punido a 30 dias de prisão e 15 dias de reclusão.

Saiba Mais