O suspeito de tentar matar um catador de recicláveis, na manhã desta terça-feira (7), em Campo Grande, no Bairro Sayonara, acabou preso horas depois do crime pela Polícia Civil. A vítima teve a sola do pé arrancada, sendo levada para uma unidade de saúde.

O suspeito foi preso em casa e negou que teria cometido o crime, mas uma mulher que estava em sua companhia acabou entregando o homem. A testemunha disse que ele só havia chegado em casa por volta das 5h30, ficando a madrugada toda fora, o que contradiz o relato do suspeito.

Segundo a delegada Franciele Candotti, a entre o autor e a vítima seria por causa de uma mulher, que ainda não foi encontrada. O desentendimento teria ocorrido na semana passada e hoje o autor teria voltado para se vingar do catador de recicláveis. 

O catador de recicláveis foi levado para uma unidade de saúde e não corre risco de morte. Ele teve ferimentos na mão, cabeça, pé, pernas e teve dois dedos da mão decepados. A vítima mora em um barraco dentro de um terreno com construção abandonada. 

À polícia, o homem conseguiu contar que estava dormindo quando acordou com o autor já em cima dele o golpeando. O homem foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros.

Uma mulher de 58 anos, que mora na região, contou que outro homem que passava pelo local ouviu a vítima chorando de dor e entrou no terreno para ver o que era, quando o encontrou ensanguentado.