O homem de aproximadamente 30 anos, que morreu em confronto com a Polícia Militar, na madrugada deste sábado (14), no Portal Caiobá, teria roubado o carro de um motorista de aplicativo com mais três comparsas no bairro Amambaí, em Campo Grande.

A polícia conseguiu recuperar o veículo uma hora após o roubo. O motorista de aplicativo, de 37 anos, disse que estava transitando em seu veículo, um Chevrolet Ônix de cor prata, quando foi abordado por quatro homens.

Ainda segundo os relatos do motorista de aplicativo para a polícia, um deles estava armado com uma pistola e exigiu que a vítima descesse do veículo. Após cometerem o assalto, o quarteto fugiu levando o automóvel.

Após a vítima registrar o boletim de ocorrência, os policiais passaram a realizar diligências para procurar o veículo, que foi encontrado no Portal Caiobá. A bordo do carro estava apenas um homem que teria reagido à abordagem e foi atingido por dois .

A polícia informa que chegou a encaminhar o homem ferido para a Santa Casa, mas ele não resistiu e acabou morrendo. Com o bandido, os policiais encontraram duas armas e um simulacro.

Ainda segundo a polícia, o suspeito já tinha passagens por roubo. De acordo com o boletim de ocorrência, o delegado plantonista da Depac ( de Pronto Atendimento) Cepol e a perícia técnica estiveram no local. O caso foi registrado como homicídio decorrente de oposição à intervenção policial.

Mais um motorista de aplicativo roubado nesta madrugada

Ainda nesta madrugada de sábado (14), outro motorista de aplicativo também procurou a delegacia para relatar que foi roubado. O homem, de 27 anos, relatou que estava na Vila Bandeirante, quando parou o veículo para aguardar uma chamada.

Segundo o boletim de ocorrência, enquanto aguardava, três homens armados mandaram a vítima entregar o aparelho celular. Após o roubo, o trio fugiu. O caso foi registrado como roubo.