A usada na tentativa de feminicídio contra uma mulher de 50 anos, em , a 158 quilômetros de , foi encontrada por policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais) nesta segunda-feira (30).

Segundo informações, a arma foi encontrada próximo ao local do crime e uma munição deflagrada também foi apreendida. A arma calibre .22 é de fabricação artesanal. ‘Carla Pedreira’ foi atingida por um tiro na cabeça e está internada em um hospital de

O crime ocorreu no prolongamento da Avenida Benjamin Constant, na margem da rodovia. A foi acionada para atender uma ocorrência de trânsito, pois um veículo branco com adesivo de empresa estaria transitando em alta velocidade na região, veículo com as características do carro de Carla.

No local, a equipe da PM percebeu vulto em direção à mata e um corpo caído com uma lesão grave na cabeça, sendo acionado o Corpo de Bombeiros. Uma testemunha que mora em frente ao local foi ouvida.

A mulher disse que estava com os filhos e, em seguida, a criança dormiu e ela a colocou dentro do seu veículo que também estava na frente da residência, e entrou para pegar cigarro quando ouviu barulho de tiro e correu para fora da residência e percebeu sua vizinha Carla caída no chão.

Entretanto, segundo a ocorrência registrada na delegacia, relatava o ocorrido para a . “O papai deu um tiro na cabeça da Carlinha”. Ainda segundo relato da menina, “o papai guarda arma do colchão e às vezes no guarda-roupa”.

Questionada, sobre o paradeiro do marido, a mulher disse que ele estava trabalhando em uma fazenda desde quinta-feira e não sabia qual era o nome da propriedade. O caso segue em investigação.

Saiba Mais