Uma jovem de 19 anos procurou a Polícia Civil de Sete Quedas, cidade a 469 km de , para pedir medida protetiva e informar que o marido, de 26 anos, a agrediu e fugiu com a filha de 3 anos do casal.

A mulher contou que, na noite de quarta-feira (11), o marido chegou em casa – que fica no lado paraguaio – e, embriagado, passou a xingá-la com vários palavrões. A vítima disse ainda que os xingamentos são frequentes, mas que aumentam quando ele ingere bebida alcoólica.

Em certo momento da discussão, ele teria agredido-a com um tapa no braço e dito que mataria ela e o sogro. Em seguida, saiu de casa e foi até o vizinho, onde pegou um facão e a mandou voltar para a casa.

A jovem ligou para a polícia, mas, como a propriedade fica no Paraguai, a polícia não pode entrar. Ela então acionou a polícia paraguaia, mas eles não chegaram a ir no local.

A vítima então compareceu na para informar a situação e afirmou que o homem fugiu levando a filha do casal, de 3 anos, para a cidade de . Ela ainda solicitou medida protetiva. O caso foi registrado como subtração de incapaz, ameaça e lesão corporal dolosa.

Saiba Mais