Além de atirar oito vezes contra a porta de vidro de templo evangélico em , três homens que estavam a bordo de uma caminhonete Toyota preta, ao que tudo indica, queriam incendiar o local.

Eles chegaram a despejar óleo dentro do templo, mas teriam se assustado com o disparo do alarme, conforme apurou a reportagem do Jornal Midiamax. O ataque aconteceu na madrugada deste sábado (7), no Clímax. O galão de combustível foi deixado no local.

O delegado plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento comunitário) esteve no local e investiga o caso que foi registrado como ultraje a culto, impedimento de ato a ele relativo, disparo de de fogo e dano qualificado.

No depoimento o pastor relatou que não tem desavenças com terceiros e que desconhece os autores do ataque. Peritos encontraram oito cápsulas deflagradas nas proximidades da igreja.

Ele também disse que foi informado, em conversa com vizinhos, que o prédio está em disputa judicial de herança e que os herdeiros discordam entre si sobre a propriedade do imóvel.