Preso pelo latrocínio de José Pereira de Souza, 75 anos, e tentativa de feminicídio contra a ex-mulher no último sábado (25), homem de 36 anos já havia sido detido no início do mês. No entanto, na ocasião, acabou ganhando liberdade provisória.

Naquele dia 1º de fevereiro, o acusado foi até a casa de familiares, onde passou a fazer ameaças e a danificar móveis. Assim, foi acionada e equipe foi ao local, sendo desacatada pelo suspeito.

O homem foi para cima dos militares com um pedaço de madeira, entrando em luta corporal. Ele ainda precisou ser contido com um tiro de borracha, quando foi preso em .

No entanto, na audiência de custódia acabou liberado provisoriamente. Nem o nem o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) entenderam que se tratava de um caso em que fosse necessária a prisão preventiva.

Preso em flagrante

Conforme o delegado Matheus Vital, da Delegacia de São Gabriel do Oeste, o suspeito foi preso em flagrante pelo latrocínio e tentativa de feminicídio. Ele segue internado na Santa Casa de Campo Grande, sob escolta policial.

Ainda segundo familiar de José, o taxista recebeu pedido de corrida em Camapuã, com destino a São Gabriel. No caminho, o autor teria assassinado a vítima para roubar o carro, um Fiat Uno.

O corpo do taxista foi encontrado na noite do sábado, com a carteira e documentos. Ele tinha ferimentos na cabeça e estava bastante machucado.

Após o crime, o autor ainda foi até São Gabriel, onde tentou matar a ex-mulher a facadas. Então, tentou fugir e capotou o carro, sendo socorrido com traumatismo craniano.

Em estado grave, ele foi levado para a Santa Casa de Campo Grande. Já a ex-mulher segue internada no hospital em São Gabriel do Oeste.

Boletim de ocorrência de desaparecimento

O filho de José chegou a procurar a Polícia Civil para registrar um boletim de ocorrência de desaparecimento do pai, na noite deste sábado (25). Ele informou que deu falta do pai após ser avisado de um acidente no distrito de Areado envolvendo o veículo de José.

Na ocorrência, consta que o carro de José foi visto por uma equipe da PRF (Polícia Rodoviária Federal) em uma estrada vicinal. Na ocasião, o suspeito era quem estrava dirigindo o carro mas, ao notar a presença da equipe, fugiu e capotou em seguida.