Sem acreditar na crueldade, amigos se despedem de Luana morta com 10 facadas pelo namorado

Em 2020, Luana registrou um boletim contra o namorado após ser agredida
| 09/02/2022
- 11:19
Sem acreditar na crueldade, amigos se despedem de Luana morta com 10 facadas pelo namorado
(Reprodução)

Após a morte brutal de Luana Alves Furtado, de 29 anos, nessa terça-feira (8), em Costa Rica, a 384 quilômetros de Campo Grande, amigos e familiares se despediram com homenagens nas redes sociais. Luana foi assassinada com 10 facadas pelo namorado, Gabriel Ferreira Neves.

Muitos amigos em suas postagens relataram não acreditar no que havia ocorrido: “não to acreditando minha amiga, minha nega sempre lembrarei de vc sorrindo, feliz da vida, fzd oq vc mais gostava que era mexer km cabelo... ótima mãe, amiga vc era dmais, linda maravilhosa. Não aguento e não to acreditando até agora no que fieram com você. Uma linda mulher jovem que teve sua vida interrompida brutalmente e covardememte ... nossa estrelinha que agora ira brilhar la no céu”.

Outras postagens falam da maldade e forma cruel como Luana foi assassinada: “Meu amor que maldade foi feita com vc nunca vou te esquecer sempre vai estar nos nossos corações vc sempre foi uma pessoa especial nas nossas vidas vamos sentir muita falta agora vc vai morar lá no céu vai brilhar lá em cima com papai do céu uma flor mais bela do jardim descana em paz meu amor”.

“Vá em paz Luana que Deus te receba de braços abertos, vou sentir saudades da minha cabeleireira linda animada, que estava tão feliz com seu novo cantinho”.

“Minha amiga Luana Alves não da pra acredita nessa tragédia contigo, guria tão gente boa, conversamos tanto já vc já me colocou tão pra cima, quanta falta vc vai faze menina”.

O velório de Luana será na manhã desta quarta-feira (9), na veladoria da cidade. Luana tinha três filhos. 

Assassinato e áudio

O corpo de Luana foi encontrado em cima da cama com pelo menos 10 facadas que atingiram o abdômen, seios e barrida da vítima. Luana foi encontrada na tarde de terça (8), mas a morte teria ocorrido seis horas antes. Vizinhos relataram que ouviram gritaria na residência durante a madrugada, mas não há registro de testemunhas do crime. A polícia teve acesso aos áudios encaminhados pelo rapaz a amigos dele, em que confessa o crime e ainda afirma que irá atentar contra a própria vida.

Após a morte de Luana, o namorado Gabriel mandou um áudio para amigos dizendo que tinha feito uma ‘cagada’. “Foi isso ele ia até lá para casa lá, entregar a chave para ele, tinha uma cagada lá na casa lá, ele já sabe o que é”, diz o suspeito no áudio. Ele confessa que teria assassinado Luana, alegando ainda que ela era quem teria “acabado” com a vida do rapaz. 

“Agorinha eu vou terminar de acabar comigo ‘véi’ eu não vou ficar ‘encarquerado’ não, tô aqui num lugar aqui, mulher acabou com a minha vida, cansei ‘véi’, de fazer de besta”, afirma o suspeito. 

Suicídio

Depois de matar Luana e enviar os áudios para amigos, Gabriel fugiu e se matou enforcado. O corpo foi localizado no início da noite de terça (8). Ele se matou em uma fazenda da cidade. 

Boletim de ocorrência

Em abril de 2020, com apenas 15 dias de namoro, Luana já havia feito um boletim de ocorrência por ameaça (violência doméstica), vias de fato (violência doméstica) contra Gabriel. Na época, consta no registro policial que Gabriel agrediu a namorada após o de Luana ligar para ela para saber sobre os filhos.

Segundo o b.o., Gabriel estava na casa de Luana, quando o telefone celular dela tocou. Na ligação, o ex-marido da jovem queria saber como estavam os filhos que tiveram no relacionamento passado.

Gabriel então ficou nervoso e a agrediu com um soco no rosto e apertou o pescoço de Luana com as duas mãos. Ele também pegou uma faca e a ameaçou de morte. Neste mesmo dia, exato 27 de abril de 2020, o autor pegou o celular de Luana, o celular da filha dela e a chave da casa da vítima. Luana chegou a acionar a polícia, porém quando a guarnição chegou ao local, ele já havia fugido. Os dois então retornaram com a relação, que sempre foi conturbada e terminou com o feminicídio da jovem e suicídio do autor.

Veja também

Tenente da PMA comenta que pessoas param de carro na estrada para atirar no animal

Últimas notícias