Polícia prende quadrilha que arrombou banco em MS a mando de 'especialista' de SC

Integrantes da quadrilha vão continuar detidos
| 07/02/2022
- 17:23
Policial foi alvo da primeira fase da operação
Imagem ilustrativa - (Arquivo, Midiamax)

Ao todo, 6 criminosos foram presos em flagrante após arrombamento e tentativa de furto a uma agência bancária localizada em Jaraguari, a 47 quilômetros de Campo Grande. Todos passaram por audiência de custódia nesta segunda-feira (7) e tiveram as prisões preventivas decretadas.

As prisões aconteceram durante investigações do furto em uma agência de Campo Grande, no Santa Fé, em que os bandidos levaram R$ 50 mil. Com as informações da tentativa de furto que aconteceria em Jaraguari, equipes do (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros) foram até a cidade vizinha, onde flagraram os criminosos já dentro da agência.

Foram presos Leandro Márcio Pupp, 43 anos, e Valtemir Gonçalves Hoss Emer, 29 anos, ambos de . Já os suspeitos que ficaram como ‘olheiros’ acabaram fugindo para um matagal, sendo presos em seguida. Em uma residência na Capital, foram detidos os irmãos Pedro Giovani de Macedo Junior, 35 anos, e Jonathan de Macedo, 32 anos.banco 2 - Polícia prende quadrilha que arrombou banco em MS a mando de 'especialista' de SC

Na casa também estava Andre Tadeu Carvalho, de 28 anos, que desistiu de participar do furto após uma discussão. Todo o grupo criminoso confessou que veio de Santa Catarina especificamente para furtar agências bancárias. Eles chegaram a analisar a segurança dos bancos e então decidiram arrombar a unidade de Jaraguari.

Já Rayane Wellen da Silva, 26 anos, teria sido contratada para cuidar da casa onde os suspeitos ficaram e cozinhar. A quadrilha revelou que foi contratada por um criminoso ‘especialista’ em roubo a banco de Joinville (SC), chamado Paulo. Para isso, os criminosos viajaram até Campo Grande de carro e, no furto, usavam equipamentos sofisticados e até manta acústica para isolar o som.

Eles chegaram a calcular que levariam aproximadamente R$ 100 mil naquela madrugada. O grupo vai continuar preso e deve ser encaminhado para os presídios de Campo Grande.

Veja também

Motocicleta foi usada para fazer vários roubos em bairro de Campo Grande

Últimas notícias