Na quarta-feira (16), quadrilha acusada de furtar carros em usando guinchos foi desarticulada. O grupo agia a mando de três presos e ao todo 5 pessoas foram detidas em .

Conforme a (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Furtos e Roubos de Veículos), foram identificados carros furtados na cidade, com a utilização de guinchos. Foi identificado que os criminosos contratavam o serviço de guincho para fazerem a remoção de carros de terceiros, como se fossem deles.

O modus operandi da quadrilha foi descoberto porque alguns proprietários conseguiram agir antes do reboque dos veículos. A partir daí, os policiais verificaram um padrão nos crimes e passaram a monitorar possíveis locais onde poderiam ocorrer os furtos.

Na noite de quarta, os policiais civis estavam em uma dessas campanas, quando avistaram a chegada de um guincho, que se aproximou de um Ford Fiesta. O carro estava estacionado nas proximidades da de Campo Grande.

Quando o guincho chegou, um suspeito se aproximou e alegou ser o dono do veículo, acompanhando o carregamento do carro. Após o carregamento, o homem saiu do local.

Algumas quadras depois ele foi abordado pelos policiais e confessou que foi contratado por outro comparsa, de dentro da cadeia, para acompanhar o carregamento do carro, que seria entregue em um endereço no Noroeste.

Enquanto isso, outra equipe acompanhou o guincho até o endereço de destino. Lá havia outro homem que aguardava a chegada do carro guinchado. Ele foi abordado pelos policiais e também confessou ter sido contratado para receber e guardar o veículo até o dia seguinte.

Os policiais recuperaram o automóvel, que que foi devolvido ao proprietário. Foram identificados os contratantes da quadrilha, sendo três homens detidos em um presídio de Campo Grande.

Os policiais foram até o presídio e, após uma revista na cela, foram localizados aparelhos celulares, possivelmente utilizados para o crime. Todos os envolvidos receberam voz de prisão em flagrante e foram encaminhados para a Defurv.

As investigações continuam para que outros integrantes da quadrilha sejam identificados.