Polícia

Policial de MS vira réu por calúnia e difamação após acusar superior de ser 'agressiva'

Processo tramita na Auditoria Militar de Campo Grande

Renan Nucci Publicado em 12/01/2022, às 09h27

None
Arquivo

Policial militar de Bonito virou réu por calúnia e difamação contra uma superior que ele acusou de práticas de assédio moral, perseguição e truculência. Ele teria, supostamente, repassado informações a órgãos de imprensa da região que, por sua vez, publicaram matérias baseadas na versão dele, atribuindo fatos desabonadores à militar.

Conforme a denúncia oferecida pelo MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), entre novembro de 2020 e fevereiro de 2021, jornais da região divulgaram matérias a respeito da superior, informando que, em razão da função, ela supostamente agia de forma agressiva com seus subordinados, dentre os quais o policial alvo do processo.

As notícias alegavam também que a militar teria, em grupos de WhatsApp, zombado de uma vítima de agressão. Além disso, foi publicado que o referido policial, em razão das perseguições, teria sido transferido para outra unidade. 

Assim, a militar conseguiu identificar o policial que havia espalhado tais informações e acionou a justiça contra o mesmo, alegando que cometeu crime de publicação ou crítica indevida. O procedimento tramita na Auditoria Militar de Campo Grande, sob cuidados do Juiz Alexandre Antunes da Silva.

Jornal Midiamax