Polícia

Policiais respondem na Justiça por mentirem após perda de bafômetro de R$ 12 mil que foi danificado

Dupla responde por falsidade ideológica e falsa comunicação de crime

Renan Nucci Publicado em 04/01/2022, às 09h48

None
Foto Ilustrativa

Dois policiais militares respondem na Justiça por mentirem sobre a perda de um bafômetro avaliado em R$ 12 mil, que foi danificado. Eles teriam esquecido o equipamento na praça central de Nova Andradina, a 297 quilômetros de Campo Grande, mas disseram aos superiores que se tratava de um caso de furto. Inclusive registraram boletim de ocorrência como furto.

Conforme denúncia oferecida pelo MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), em janeiro do ano passado, dois militares faziam fiscalização de trânsito na praça, realizando testes de embriaguez. Após o serviço, deixaram o local e só mais tarde se deram conta que haviam esquecido o bafômetro no muro da praça. Eles retornaram, mas não o encontraram.

Em conversas com comerciantes da região, foram informados que alguns jovens foram vistos chutando uma caixa preta nas proximidades. Eles foram ao ponto informado e encontraram o dispositivo completamente danificado. Os policiais retornaram para a base e explicaram aos superiores que o equipamento foi furtado e danificado.

A história foi relatada também em boletim de ocorrência. Por este motivo, foi instaurado inquérito que constatou que, na verdade, os militares haviam perdido o bafômetro e mentiram. O processo está em tramitação e o juiz aguarda, neste momento, as alegações finais dos réus. O MPMS se manifestou e manteve a denúncia, pedindo a condenação da dupla por falsidade ideológica e falsa comunicação de crime.

Jornal Midiamax