Polícia

Pistoleiro que matou policial a tiros na fronteira de MS é preso

Policial estava indo para a delegacia quando foi executado a tiros

Thatiana Melo Publicado em 12/01/2022, às 08h20

None
(Foto: ABC Color)

Foi preso na manhã desta quarta-feira (12), o pistoleiro Derlis Valenzuela Vilalba, acusado de ser o assassino do policial Freddy Cesar Diaz, morto a tiros em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande, em janeiro de 2021.

Derlis foi preso por agentes da polícia de Amambay na manhã desta quarta (12). O atentado contra o policial Fredy aconteceu no dia 13 de janeiro às 7 horas da manhã quando ele estava indo para a delegacia. 

Ele foi surpreendido por pistoleiros que fizeram vários disparos. O policial teria reagido já que projéteis foram encontrados dentro de seu veículo. O chefe de investigações de Amambay, Rúben Paredes, havia dito na época, quando questionado sobre o ataque, que não descartava ser uma retaliação da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) após a captura e expulsão do chefe Giovani Barboza da Silva, o ‘Bonitão’, do PCC. Ele foi expulso do Paraguai depois de ser capturado visitando a esposa, na fronteira.

Jornal Midiamax