Mulher é vítima de roubo e estupro quando voltava do trabalho em Campo Grande

Ela procurou a delegacia e denunciou o crime
| 20/01/2022
- 22:09
Delegada Sueili Araújo
Delegada Sueili Araújo, da Deam, responsável pelo caso - (Foto: Leonardo de França, Midiamax)

Uma mulher de 43 anos procurou a (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) nesta quinta-feira (20) para relatar que foi vítima de roubo e estupro na noite anterior. Segundo o depoimento, ela voltava do serviço, quando foi abordada pelo criminoso, na Avenida Cônsul Assaf Trad, região da Mata do Jacinto.

Segundo a delegada responsável pelas investigações do caso, Sueili Araújo, a vítima relatou que o teria ocorrido por volta das 22h20 - ela teria cortado caminho pelo estacionamento de uma loja para ir até o ponto de ônibus e, ao chegar na avenida, foi abordada pelo suspeito - ele teria chegado por trás. A vítima suspeita que ele estava armado.

O depoimento traz que a vítima foi arrastada pelo bandido até um terreno baldio. Ele ainda teria dito que foi contratado para matá-la, ordenando que passasse o celular. A vítima entregou o aparelho, quando o homem completou “Agora vai ter que me pagar, tira a roupa”. Foi quando ocorreu o estupro.

À reportagem, a delegada acreditar que a vítima não conseguiu gritar por socorro, já que estava com muito medo de ser assassinada pelo homem. O autor do crime seria um homem pardo, com aproximadamente 1,60m, que trajava camiseta azul, polo, uma bermuda jeans e usava máscara preta.

Após os crimes, o suspeito foi até uma área escura no terreno baldio e mandou que a vítima fosse embora. Assustada, ela seguiu direto para casa e só nesta quinta conseguiu procurar a polícia. Ela prestou depoimento e foi encaminhada para exame de corpo de delito e também para o hospital.

O caso de roubo e estupro é investigado e imagens de câmeras de segurança na região serão analisadas.

Veja também

Segundo informações dos Bombeiros, uma equipe está se deslocando para a região ainda nesta noite para iniciar as buscas

Últimas notícias