Motorista de aplicativo é sequestrado e torturado por bandidos armados no Inferninho

A vítima ficou refém por quase dez horas
| 22/01/2022
- 12:33
Vítima ficou com vários hematomas pelo corpo.
Vítima ficou com vários hematomas pelo corpo. - Leonardo De França/ Midiamax

Um motorista de aplicativo, de 23 anos, foi amarrado, torturado e roubado, ficando refém de bandidos armados por quase 10 horas entre a noite dessa sexta-feira (21) e a madrugada de sábado (22), em Campo Grande.

Conforme o boletim de ocorrência, por volta das 18h dessa sexta (21), a vítima foi acionada para uma corrida, quando dois homens e uma mulher embarcaram no veículo. Durante o percurso, o trio anunciou o assalto, sendo que um deles estava com uma arma de fogo em mãos.

Os criminosos teriam levado a vítima para um lugar ermo, passaram a acessar as contas do motorista realizando transferências e pagamentos. Ainda segundo o registro policial, os criminosos levaram a vítima para a cachoeira do Inferninho, onde o rapaz foi mantido em cárcere privado. Os bandidos agrediram o jovem com coronhadas e pontapés.

O motorista teve o carro, um Voyage de cor preta, com placas MJT2693, roubado pelos criminosos. Além do automóvel roubado, a vítima também teve cerca de R$ 1 mil retirado de sua conta pelos bandidos.

Ao checar as transferências, o motorista percebeu que a quantia havia caído na conta de uma pessoa conhecida, a qual, inclusive registrou boletim recentemente de apropriação indébita. A vítima ouviu os bandidos falando que o carro seria levado para o e disse que reconheceu um dos criminosos.

Momentos de terror

O motorista estava na Delegacia nesta manhã de sábado. A esposa da vítima, de 24 anos, conversou com o Midiamax e relatou os momentos de pânico enfrentados pelo marido que ficou quase dez horas em cárcere.

Segundo a mulher, ontem, o esposo ficou de buscá-la no trabalho, mas não apareceu. Por volta das 21h, ele mandou um áudio dizendo que teve um problema com o carro, mas ela ficou desconfiada.

“Ele nunca iria me deixar na mão. Percebi que tinha algo errado desde quando ele não apareceu e acionei a Polícia. O Batalhão de Choque rastreou o celular dele e foi até a região do Inferninho. Meu marido viu as luzes da polícia, mas não pode pedir por socorro, pois estava na mira de uma arma de fogo”, disse.

[Colocar ALT]
O motorista ficou amarrado com fios. Foto: De França/Midiamax.

Ainda segundo a esposa do motorista, ele foi capturado duas vezes pelo mesmo grupo.

“Ele foi amarrado com fios, colocaram uma meia na boca dele e amarraram com uma camiseta para não gritar. Quando os bandidos saíram do local do cárcere, meu esposo conseguiu se soltar e foi em busca de ajuda na rodovia, mas deu de cara com os criminosos que o capturaram mais uma vez”.

Capturado pela segunda vez, o motorista novamente foi espancado e amarrado pelo grupo. Depois de um tempo, com os bandidos longe do cárcere, novamente o motorista conseguiu se soltar e buscar ajuda.

“Ele ficou com medo de ir até a rodovia e encontrar os bandidos de novo. Andou pelo mato aproximadamente 10 quilômetros até chegar em uma casa e acionar a polícia. Roubaram tudo dele, dinheiro, carro, documentos e até o tênis que estava usando. O carro era financiado a gente iria quitar as parcelas neste ano”, lamentou a esposa do motorista.

 

Veja também

Segundo informações dos Bombeiros, uma equipe está se deslocando para a região ainda nesta noite para iniciar as buscas

Últimas notícias