Polícia

Mãe que ateou fogo nos filhos é transferida para hospital psiquiátrico; irmãos seguem internados

Irmãos serão ouvidos assim que receberem alta médica

Thatiana Melo Publicado em 13/01/2022, às 08h14

None
(Arquivo)

A mãe que ateou fogo nos filhos, de 20 e 11 anos, foi transferida para um hospital psiquiátrico após o crime que aconteceu no dia 9 deste mês em  Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande. Os irmãos seguem internados na Santa Casa da Capital e deverão ser ouvidos na delegacia quando receberem alta.

Segundo a delegada Thais Duarte, a mulher acabou transferida para um hospital psiquiátrico. "Agora vamos aguardar para ver se ela permanecerá internada por muito tempo para verificar como será realizada a sua oitiva", disse a delegada que ainda informou que os irmãos, assim que receberem alta, serão ouvidos, e que no momento estão sob os cuidados do pai.

A mulher no dia do crime não ficou presa e foi liberada após o atendimento médico, já que parentes afirmaram que ela tinha transtorno bipolar afetivo. Ainda de acordo com a delegada, familiares estão sendo ouvidos, mas detalhes dos depoimentos não foram repassados. Documentos que atestam o transtorno da mulher foram entregues na delegacia.

Sobre com quem os irmãos ficariam após a alta, a delegada disse que nestes casos o Conselho Tutelar é acionado e encaminha para alguém da família que tenha condições de cuidar.

Estado de saúde dos irmãos

A menina, de 11 anos, teve cerca de 12% do corpo queimado, com queimaduras de 1º e 2º graus na cabeça, lábios e região cervical. Está internada pelo Serviço de Cirurgia Plástica no Centro de Tratamento de Queimaduras. Segue consciente, orientada e estável no momento. Sem alteração no quadro clínico.

O irmão, de 20 anos, sofreu queimaduras de 2º grau, em face, orelha, mão e antebraço esquerdo. Segue internado pelo Serviço de Cirurgia Plástica e em observação na enfermaria do Centro de Tratamento de Queimaduras, consciente, orientado e estável no momento.

Jornal Midiamax