Apontado como assassino de Joana nega crime e diz que a encontrou só de calcinha no quintal de casa

Idoso era marido de Joana e teria tentado despistar a polícia lavando o corpo dela
| 09/06/2022
- 07:46
Apontado como assassino de Joana nega crime e diz que a encontrou só de calcinha no quintal de casa
Imagem ilustrativa (Foto: Nathalia Alcântara, Midiamax)

Apontado como autor do assassinato de Joana Darc Martins da Silva, de 40 anos, a facadas, em Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande, negou o crime ao ser preso nesta quarta-feira (8) e disse que encontrou a vítima, sua esposa, em seu quintal só de calcinha e machucada. Para despistar a polícia, ele teria lavado o corpo de Joana.

Em seu depoimento, o acusado falou que estava trabalhando em uma marcenaria, quando retornou para por volta das 15 horas, encontrando Joana em seu quintal toda machucada e só de calcinha. Ele falou que a vítima disse que havia sido agredida na rua. 

Joana estava sangrando muito na perna, já que havia sido lesionada. Consta no boletim de ocorrência que as primeiras informações repassadas pelo eram falsas. Ele teria acionado o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), dizendo que a esposa tinha chegado pedindo socorro, e que estava toda machucada.

Lesão no órgão genital 

Conforme o registro da Polícia Civil, foi encontrada lesão perto do órgão genital da vítima, sendo que já havia histórico de tentativa de crime semelhante por parte do marido de Joana, idoso de 68 anos. Ele acabou preso em flagrante após tentar despistar a polícia.

No entanto, na casa foi identificado que o colchão, as roupas e a cena do crime tinham sido lavadas, inclusive o corpo da vítima. Algumas roupas do autor, sujas de sangue, foram apreendidas. Vizinhos relataram que Joana foi espancada pelo marido o dia inteiro.

Mesmo assim, não foi relatado se os vizinhos chegaram a acionar a Polícia Militar ao perceberem que a vítima era espancada. Uma testemunha chegou a relatar que o idoso disse que tinha dado facadas na perna da esposa.

O homem foi preso em flagrante pelo feminicídio e encaminhado para a DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher).

Veja também

O atirador teria realizado cerca de seis disparos

Últimas notícias