O assassinato de Deidamia Agüero Céspedes, de 29 anos, com 9 facadas, foi presenciado pelo filho da vítima, de 8 anos. O crime aconteceu na noite desta terça-feira (30) em , cidade que faz fronteira com , distante 320 quilômetros de Campo Grande.

A tia do menino, Inácia Aguero, de 43 anos, relatou aos agentes da Polícia Nacional que ele saiu correndo para pedir ajuda aos vizinhos, que acionaram a polícia. ‘Meu pai matou minha ', gritava a criança, ‘totalmente transtorna', segundo informações de Inácia a uma emissora de rádio paraguaia.

De acordo com o vice-comissário Pedro Román, a mulher foi morta com nove facadas após chegar do trabalho. O casal estava em processo de e há alguns dias tinham discussões. Esteche, segundo a polícia, não aceitava terminar o relacionamento.

O vice-comissário da delegacia de Pedro Juan Caballero informou que o agressor tentou se matar logo em seguida com a mesma faca usada o crime. Ele foi socorrido por vizinhos e levado para o Hospital Regional da cidade fronteiriça, onde segue internado.