Alef Ojeda Rodrigues, de 28 anos, executado a dentro de seu carro, na cidade de Itaquirai, a 340 quilômetros de Campo Grande, já tinha sido preso em uma contra quadrilha do contrabando de cigarros, em 2021. De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher dele recebeu um telefonema e encontrou o marido morto. 

Os tiros foram disparados por uma dupla, que estava em uma motocicleta, de cor vermelha. Após ser ferido a tiros, Alef perdeu o controle do carro vindo a bater em dois veículos que estavam parados em frente a uma tabacaria.

De acordo com o site Tá na Mídia Naviraí, foram recolhidas do local cerca de 14 cápsulas deflagradas. No dia 7 de julho, Alef foi preso durante a Operação Celeritas feita pela Polícia Federal contra contrabando de cigarros e lavagem de dinheiro.

Esposa recebeu telefonema

A mulher relatou aos policiais que recebeu um telefonema do dono de uma tabacaria para ir até o estabelecimento. Chegando lá, ela percebeu que o carro do marido estava batido em outros veículos e o homem caído dentro do carro.

Com a ajuda de um homem que estava no local, a mulher colocou o marido no banco do carona e o levou até o local. Uma enfermeira constatou o óbito. 

O caso foi registrado como homicídio simples na 1ª DP de e será investigado pela Polícia Civil.