Executado com tiro na nuca teria sofrido atentado há 15 dias em casa

Autor do crime teria premeditado o assassinato
| 25/02/2022
- 14:00
Executado com tiro na nuca teria sofrido atentado há 15 dias em casa
(Henrique Arakaki, Midiamax)

Uma tia de Matheus Vitor, de 21 anos, assassinado a tiros na nuca durante a madrugada desta sexta-feira (25), afirmou que ele já havia sofrido um atentado há 15 dias, quando foram até a casa dele a sua procura e dispararam tiros contra a residência.

Segundo a mulher que mora nos fundos da casa onde residem Matheus e avó, algumas pessoas teriam ido atrás do rapaz há 15 dias e estavam armados. Eles entraram na residência a procura de Matheus, mas ele não foi achado. Ela acredita que o assassinato do sobrinho tenha relação com os vários furtos que ele cometia no bairro.

O autor, também de nome Mateus Davalo Ribas, de 23 anos, teria, segundo o delegado Christian Mollinedo, premeditado o crime, já que foi até a casa da vítima por volta das 3 horas da madrugada quando o chamou e pediu para ele sair com uma pá. Os dois, segundo moradores, andavam sempre juntos e faziam furtos na região.  

A tia da vítima contou que o autor foi de madrugada até a casa chamando por Matheus e que o sobrinho atendeu porque era amigo do rapaz. Uma moradora disse que acordou por volta das 5h30 da manhã desta sexta (25), com barulhos de tiros e os cachorros latindo, mas ao sair não viu nada. Já outro morador da rua Antônio Luiz Pereira contou que saiu por volta das 6 horas da manhã para trabalhar e encontrou o corpo de Matheus na esquina.

Policiais e o GOI foram ao local e o autor acabou preso na sua casa, que fica a 3 quadras de onde ocorreu o assassinato. Ele confessou que fez quatro disparos contra Mateus, mas apenas um tiro foi encontrado na nuca que transfixou saindo na testa. O detido disse à polícia que jogou a arma em meio a um matagal logo após crime.

O autor ainda disse que Matheus vivia roubando/furtando a sua casa. "Ele roubava minha casa todo dia", afirmou. Foi confirmado pelo primo da vítima que ele era procurado por moradores da região por fazer furtos nas casas. Informações da polícia são de que Matheus tem passagens por roubo e furto e quando adolescente por lesão corporal dolosa, furtos e homicídio na forma tentada.

Veja também

Últimas notícias