Após receber alta do Hospital da Vida, em Dourados, o rapaz de 26 anos, suspeito de ser o autor do disparo que matou o próprio sobrinho, identificado como Richardson, de 3 anos, na aldeia Guaimbé, em Laguna Carapã, na semana passada, prestou depoimento na 1ª Delegacia de Polícia.

O acusado pelo tiro que matou a criança disse que estava brincando com Richardson, quando ele teria pedido para atirar. No primeiro disparo, não havia munição. Entretanto, no depoimento o rapaz disse ter esquecido que tinha colocado uma bala na espingarda. Logo depois a criança teria pedido para ele atirar novamente.

Atingido na testa, o menino foi levado para o Hospital da Vida e depois transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do HU-UFGD (Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados), mas não resistiu e morreu.