A Polícia Nacional do investiga a possibilidade do empresário Marcos Daniel González Chilavert, 42 anos, que foi executado na tarde desta segunda-feira (26) ter recebido um telefonema um pouco antes. O crime aconteceu em uma rua sem saída nas proximidades da sua casa, em Pedro Juan Caballero.

O comissário Federico Samudio, chefe da 7ª Delegacia de Polícia do bairro Aurora, informou que o empresário, que atua no ramo de perfuração de poços artesianos, não tinha nenhum registro de passagem pela polícia. Até o momento, não há informações sobre o que teria motivado o crime.

Segundo informações do legista que acompanha o caso, o empresário foi atingido com 22 em diferentes partes do corpo. A vítima dirigia um veículo Mitsubishi, de cor branca e recebeu os disparos ao chegar ao local.