Uma mulher de 58 anos, ficou desesperada após receber uma ligação através de um aplicativo de conversa, onde os criminosos diziam haverem sequestrado a filha da vítima. Os bandidos haviam clonado o número de celular da mulher.

O Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) foi acionada para atender o caso, chegando no local, segundo o delegado João Paulo Sartori, não foi confirmado nenhum sequestro, a vítima foi orientada a procurar a delegacia para registrar a ocorrência.

A vítima teria recebido uma ligação por volta de das 10h da manhã, desta quinta-feira (30), os criminosos teriam exigido que a mulher enviasse dinheiro para poder ver a filha novamente. Desesperada, a mulher teria realizado uma transferência de R$ 4,5 mil a uma conta. Os criminosos falaram para a mãe ir até Rodoviária de Campo Grande.

Como os bandidos, haviam clonado o celular da mãe, entraram em contato com a filha e enviaram um vídeo, onde haviam pedido para ela pedir socorro, como se estivesse sendo sequestrada. Os criminosos teriam mantido contato com ambas.

Os policiais conseguiram entrar em contato com a filha e descobriram que se tratava de um golpe. A Polícia Militar foi acionada, assim como a Polícia Civil, por meio do Garras e o Corpo de Bombeiros. O caso será investigado.