Atraída para a morte, ‘Fernanda da Biz’ foi assassinada em estrada de MS com 32 facadas

O casal teria se unido para cometer o homicídio
| 06/07/2022
- 08:15
Atraída para a morte, ‘Fernanda da Biz’ foi assassinada em estrada de MS com 32 facadas
Fernanda foi morta a facadas e pedradas - Foto: Rio Brilhante em Tempo Real

No dia 8 deste mês completam quatro anos da de Adilson Francisco da Silva, a ‘Fernanda da Biz’, travesti que foi assassinada com 32 facadas em Rio Brilhante, cidade a 158 quilômetros de Campo Grande. Alessandro dos Santos Barbosa, de 28 anos, foi condenado a 19 anos e quatro meses de prisão pelo crime.

Conforme relatado na denúncia do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), um da cidade se prostituía e passou a nutrir aversão e ódio por Fernanda da Biz, por disputa de ponto para as atividades de prostituição. O adolescente se relacionava com Alessandro na época.

Com a inimizade, o casal teria decidido assassinar Fernanda. Assim, no dia do crime atraíram a vítima para usarem drogas, ainda conforme a denúncia. Alessandro já esperava na estrada e matou a vítima sem chance de defesa, com facadas e pedradas na cabeça, sendo que Fernanda foi ferida com 32 facadas e sofreu traumatismo craniano.

Foram 32 golpes de arma branca que atingiram pescoço, clavícula, ombros, mão, nuca e costas da vítima. Já os golpes de pedra na cabeça, segundo o MPMS, fizeram com que fragmentos da vítima ficassem espalhados até um metro do local do corpo, tamanha violência do crime.

Após o assassinato, Alessandro fugiu para Alagoas, mas acabou preso e condenado pelo homicídio.

Condenado pela morte

Alessandro foi condenado em setembro de 2021 a 19 anos e quatro meses de prisão, em regime fechado. Ele responde por homicídio qualificado por motivo fútil, meio cruel, recurso que impossibilitou a defesa da vítima e dissimulação.

Veja também

Preso acusado do crime deve ser solto após confissão dos adolescentes

Últimas notícias