Acusada de participar de assassinato de adolescentes tem liberdade negada pela Justiça

Casal foi assassinado com mais de 9 tiros e garota encontrada no quarto
| 10/05/2022
- 10:40
Acusada de participar de assassinato de adolescentes tem liberdade negada pela Justiça
Jovens foram assassinados a tiros - (Foto: Rio Brilhante em Tempo Real)

A acusada Clarice de Matos Ortiz, de participar do assassinato do casal de adolescentes, em Rio Brilhante, a 158 quilômetros de Campo Grande, teve o pedido de liberdade negado pela Justiça. Os adolescentes foram assassinados com mais de nove tiros, em novembro de 2021.

O pedido foi negado e publicada a decisão em Diário da Justiça, nesta terça-feira (10), quando foi determinada a manutenção da de Clarice. Na época do crime, Clarice e outra mulher, fugiram junto do autor dos disparos contra Anderson Menezes, de 17 anos, e Letícia Rodrigues de Lima, 16 anos.

O suspeito de matar as vítimas, o homem deixou a prisão há aproximadamente um mês. Ele cumpriu pena por 9 anos, acusado de outro duplo homicídio, em 2012. O crime ocorreu em um barraco às margens da BR-163, onde irmãos foram mortos a tiros.

Execução dos adolescentes

O casal de adolescentes morreu com pelo menos 9 tiros de pistola 9 mm. O crime ocorreu por volta de 00h12 de domingo, no Bairro João Zardo. Levantamentos feitos pela e pela Perícia, no local, apontam que o garoto foi morto nos fundos da residência, com quatro disparos que atingiram olho, queixo, peito e abdômen.

Já a garota, encontrada em um dos quartos, foi executada com cinco tiros na cabeça, mãos e peito. Segundo a polícia, várias pessoas participavam do jantar quando, em determinado momento, o suspeito efetuou os disparos contra as vítimas.

O casal era morador do mesmo bairro e o motivo do duplo homicídio ainda segue em investigação. Câmeras de segurança próximas mostram movimentação de pessoas e um veículo na frente da casa logo após o crime.

Veja também

Amigo de Murilo, morto a tiros, correu sendo perseguido pelo autor

Últimas notícias