Polícia

Vítimas são feitas reféns por mais de 1 hora, policiais entram em casa e disparos são feitos

Policiais do Bope e Choque estão no local

Danielle Errobidarte e Ranziel Oliveira Publicado em 18/10/2021, às 18h24

None
(Foto: Leonardo de França - Jornal Midiamax)

Após mais de 1 hora em cárcere privado de duas vítimas em residência onde ocorre um sequestro, no bairro Coopharádio, em Campo Grande, na tarde desta segunda-feira (18), disparos de arma de fogo foram ouvidos.

Policiais do Bope chegaram a entrar na residência, junto ao negociador, e solicitaram que um cinegrafista se aproximasse da grade da residência. Os dois sequestradores exigiam a presença de imprensa.

Uma unidade de resgate do Corpo de Bombeiros foi acionada para prestar apoio à possíveis vítimas. Policiais do Choque, Bope (Batalhão de Operações Especiais) e Polícia Militar permenecem no local fazendo a negociação com os assaltantes, até que as vítimas sejam liberadas.

Os dois sequestradores exigiam a presença de imprensa e, inclusive, entraram em contato com o Jornal Midiamax, por telefone, pedindo para que repórteres permanecessem no local. Todo o contato entre a reportagem e um dos bandidos foi acompanhado por negociadores do Choque. 

Jornal Midiamax