Polícia

VÍDEO: Policiais se despedem de Mikaill em cortejo com viaturas em Campo Grande

O corpo seguirá para Bauru em um avião, onde a família mora

Thatiana Melo, Dayene Paz e Renata Portela Publicado em 07/05/2021, às 11h05

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

Como a última homenagem ao delegado Mikaill Alessandro Gouveia Farias de 42 anos, morto em um acidente na noite desta quinta-feira (6), colegas se despedem em um cortejo que percorreu parte da cidade até o Aeroporto Santa Maria de onde o corpo do delegado foi levado para Bauru, em São Paulo para ser sepultado.

Cerca de 25 viaturas, Garras, Goi, Polícia Civil, Dracco, Deam e Guarda Municipal fizeram o cortejo do corpo. Durante o velório de Mikaill, na manhã desta sexta-feira (7) amigos e familiares falaram sobre a simplicidade e humildade do delegado que partiu precocemente deixando lembranças boas de sua trajetória quando atuou em Mato Grosso do Sul. Muitos disseram sobre a vocação para delegado.

“ Era um delegado raiz, era o primeiro a chegar e o último a sair. Sempre estava disposto e com sorriso no rosto”, disse Reginaldo Salomão da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos). Keila Flores de 39 anos escrivã, “Ele era parceiro, ajudava a gente, fazia oitiva com a gente, fazia até B.O, ele era super simples, ia trabalhar de camiseta e tênis, fazia um trabalho maravilhoso”.

O pai de Mikaill falou sobre o sonho do filho em ser delegado e de seu amor pelo filho de 3 anos, “Era bondoso, caridoso, e o filho era o amor da vida dele, que agora vai proteger e cuidar do céu’. Francisco Faria ainda falou que “o corpo se foi, mas o espirito sempre estará conosco”, finalizou.

Na redes sociais, Mikaill também foi lembrado com muito carinho pelos colegas de profissão, “Mikaill deixou seu legado e jamais será esquecido. Fica em paz”, homenageia o delegado Hoffman D’Ávila da Denar.

“Ficam as lembranças para contar como foi sua vida e restam saudades para lembrar a falta que você fará”, diz uma postagem da policial civil, Luciene Souza.

Mikaill fazia parte dos quadros da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul desde 2014, quando foi aprovado no concurso público e lotado na delegacia de Amambai, passando depois a atuar em Paranhos e como delegado-adjunto em Ponta Porã. Já no final de 2019 foi transferido para Campo Grande.

Na Capital, Mikaill atuou nas 1º e 6º delegacias de polícia civil e no dia 3 deste mês assumiu a titularidade da mais recente delegacia criada para combater crimes rurais, a Deleagro.

O acidente

O acidente aconteceu quando o delegado voltava de uma operação da Deleagro em Ponta Porã. Ele conduzia um Volkswagen Gol que se envolveu em acidente com um caminhão boiadeiro na BR-060. O motorista do caminhão não sofreu ferimentos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, ele foi levado intubado para atendimento médico na Santa Casa Capital. Ele foi socorrido inicialmente por uma ambulância privada que passava pelo local. Porém, o delegado veio a óbito na Santa Casa

O motorista do caminhão, que seguia para Nioaque, disse que desviou para não atingir frontalmente o carro do delegado, que acabou colidindo no tanque de combustível. Após a batida, o veículo capotou em uma pequena ribanceira nas margens da pista.

O delegado teve fratura na perna esquerda, luxação no braço direito e região pélvica. Ele conseguiu sair do carro sozinho, antes que o veículo pegasse fogo. O caminhoneiro iria descarregar a carga em um frigorífico de Sidrolândia. Já o carro dirigido pelo delegado, não tinha passageiros e ficou destruído.

Jornal Midiamax