Polícia

VÍDEO: Incêndio em casas no Buriti mobiliza vizinhos e dono é preso suspeito de atear fogo

Segundo vizinhos, proprietário é alvo de medida judicial para não vender os imóveis

Aliny Mary Dias e Danielle Errobidarte Publicado em 04/12/2021, às 09h10

Incêndio mobilizou vizinhos na noite desta sexta
Incêndio mobilizou vizinhos na noite desta sexta - Foto: Leitor Midiamax

Um incêndio que atingiu duas casas no bairro Buriti, na noite desta sexta-feira (4), em Campo Grande, assustou moradores e mobilizou vizinhos. O que chama atenção no caso é que o próprio dono dos imóveis é o suspeito de atear fogo nas casas, ele foi preso em flagrante.

Vizinhos contaram ao Jornal Midiamax que o rapaz de 44 anos é dono de três casas na rua Eugênio Daneri, duas delas localizadas no mesmo terreno e destinadas para aluguel. Ainda conforme vizinhos, o rapaz teria envolvimento com drogas e seria alvo de uma medida judicial de parentes para que não vendesse as casas, já que os imóveis foram deixados como herança após o falecimento dos pais do homem.

[Colocar ALT]
Rastros dos estragos causados pelo incêndio (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax)

Das duas casas localizadas no mesmo terreno, uma delas, a dos fundos, está alugada para um casal que possui uma filha de 2 anos. O imóvel da frente estava desabitado e vizinhos afirmam que era usado pelo proprietário para receber amigos.

Por volta das 21 horas desta sexta, o dono teria juntado móveis de inquilinos antigos e colocou fogo na casa da frente. As chamas se alastraram rapidamente e atingiram cômodo da casa dos fundos, onde vive o casal. No momento do incêndio, o casal estava trabalhando e uma parente que cuidava da filha deles foi quem socorreu a criança.

Vizinhos se mobilizaram para apagar as chamas e acionaram o Corpo de Bombeiros. O dono da casa fugiu no momento do incêndio, mas foi preso em seguida em flagrante por atear fogo na casa. Testemunhas afirmam que o homem dizia que era ameaçado com um fuzil. 

Apesar dos danos estruturais nas duas residências e da perda material, ninguém ficou ferido e o caso será investigado.

Jornal Midiamax