Polícia

Tio aproveitava quando menina fazia irmão dormir para estuprá-la na casa da avó

Durante abusos, menina ameaçava gritar por socorro, mas era impedida

Thatiana Melo Publicado em 07/10/2021, às 06h35

None
(Ilustrativa)

Durante um ano, menina de 10 anos foi estuprada sistematicamente pelo tio, de 46 anos, em uma cidade de Mato Grosso do Sul. Os abusos só foram descobertos depois que a avó paterna desconfiou do comportamento da neta.

O crime ocorreu entre os anos de 2015 e 2016. Consta na denúncia que, nesta época, a vítima e seus pais foram morar na casa da avó materna, mãe do autor.

Segundo o depoimento da vítima, os abusos ocorriam quando ela estava sozinha fazendo seu irmão de 4 anos dormir, e o tio se aproveitava para estuprá-la. Ela disse que foram oito episódios de abusos cometidos. 

Durante os estupros, a menina dizia que gritaria por socorro, momento em que o tio cessava com os abusos. O autor se aproveitava também para cometer o crime, quando os pais da criança não estavam em casa e quando a avó da menina estava nos fundos da residência. 

Apesar de não ter diretamente ameaçado a vítima, ela sentia medo do denunciado que pedia para ela não contar nada a ninguém, motivo pelo qual só revelou os fatos após se mudar da casa que moravam juntos.

A avó paterna da vítima, durante o período em que os abusos ocorreram, disse que a neta apresentava comportamento estranho, que foi piorando com o tempo até que, após muito insistir, a vítima acabou confidenciando-lhe os abusos sofridos. O processo ainda está em andamento e a defesa vai apresentar resposta à acusação.

Jornal Midiamax