Polícia

Técnico é preso e perde o cargo após matar paciente com injeção em Mato Grosso do Sul

Paciente de Três Lagoas tinha cálculo renal

Thatiana Melo Publicado em 27/10/2021, às 06h42

None
(Ilustrativa)

Foi condenado pela Justiça, em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, um técnico de enfermagem que acabou matando um paciente durante procedimento de cálculo renal, em 2010.

O julgamento, que aconteceu no dia 20 deste mês, teve transmissão pelo YouTube. O técnico foi condenado a 6 anos e 4 meses de reclusão em regime semiaberto por contribuir com a morte do paciente. Na sentença, o juiz Rodrigo Pedrini Marcos, da 1ª Vara Criminal, também declarou a perda do cargo público que o técnico ocupa atualmente em âmbito municipal, segundo o site local Hoje Mais.

O técnico poderá recorrer em liberdade, já que respondeu o processo durante toda a fase de instrução.

Entenda o caso

Em agosto de 2010, a vítima que era moradora da cidade de Nova Andradina foi até um hospital de Três Lagoas para a realização do procedimento médico, litrotripsia extracorpórea. Durante o atendimento, a vítima teria dito ao técnico, que na primeira vez quando se submeteu ao tratamento, teria sentido muitas dores e não gostaria de passar novamente por aquele sofrimento.

O técnico, então, ministrou ao paciente os medicamentos Midazolam e Dolantina. Após aplicar a Dolantina diretamente na veia do homem este começou a passar mal e evoluiu para uma parada cardiorrespiratória levando o paciente à morte.

Jornal Midiamax