Polícia

Suspeito que fugiu e levou tiro ao ameaçar sacar revólver para PMs tem prisão mantida

Ele estava foragido e evadido do sistema prisional

Renata Portela Publicado em 06/09/2021, às 12h49

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

Foi decretada nesta segunda-feira (6) a prisão preventiva do homem de 39 anos, ferido a tiro após tentar sacar um revólver para equipe da Polícia Militar no início da manhã de domingo (5). Ele estava em um carro quando tentou fugir dos policiais pela Avenida dos Cafezais e acabou detido.

A decisão é do juiz Fernando Cury, durante audiência de custódia nesta manhã. O magistrado converteu a prisão em flagrante em preventiva e o acusado deve ser levado para o presídio. Ele responderá pelos crimes de resistência, desobediência, porte ilegal de arma de fogo e direção perigosa.

Relembre o caso

Equipe da Polícia Militar fazia patrulhamento no Jardim Centro Oeste, quando viu o Punto branco, com barulho estranho nas rodas. Foi feita abordagem, mas o motorista iniciou fuga. Os policiais então acompanharam, quando foi arremessado um pneu, de dentro do carro, na rua, para atrapalhar a perseguição.

O motorista então entrou pela Avenida dos Cafezais e só parou ao perder o controle da direção em uma rotatória, colidindo em uma coluna de concreto. Os policiais então viram o suspeito tentando fugir a pé por um terreno e perceberam o que seria uma arma de fogo na cintura.

Mesmo assim o suspeito levou a mão na cintura na intenção de sacar a arma, quando um dos militares fez um disparo, que atingiu o homem na perna. Ele foi levado ao posto de saúde e transferido para a Santa Casa sob escolta policial. A arma do policial também foi apreendida para perícia, além do revólver que o suspeito portava.

Jornal Midiamax