Polícia

Suspeito de produzir composto com maior concentração de THC é preso com 3 ton de maconha

Ele era responsável por um local onde era armazenada a droga

Renata Portela Publicado em 11/05/2021, às 16h14

Droga foi apreendida em operação da Defron
Droga foi apreendida em operação da Defron - (Divulgação)

Na manhã desta terça-feira (11), homem foi preso em flagrante por tráfico de drogas em Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande. Ele estava em um local apontado como entreposto para armazenamento e distribuição de entorpecentes, onde foram apreendidas mais de 3 toneladas de maconha.

De acordo com a Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira), há aproximadamente 15 dias foram iniciadas as investigações que levaram as equipes até o imóvel no Bairro Parque dos Jequitibás. No local, foi identificado armazenamento e também distribuição de drogas.

Com a ação nesta terça-feira, os policiais encontraram vários fardos de maconha em uma sala, além de skunk. Também foram encontradas embalagens com gás butano, maçaricos e tubos de ensaio. O suspeito, que é de Ponta Porã e já foi condenado por tráfico, revelou que fazia o processo de extração do THC da maconha, gerando o óleo de butano, com concentração de até 90% de THC.

Segundo a polícia, o composto é o mais potente concentrado de maconha e o valor chega a ser até 100 vezes maior ao da droga convencional. Balanças também foram apreendidas e, ao todo, foram encontrados no local 3.095 quilos de maconha e 214 de skunk. O suspeito foi preso em flagrante por tráfico e associação para o tráfico.

Jornal Midiamax