Polícia

Suspeito de matar a mulher a marteladas é preso na fronteira

Crime aconteceu em 22 de novembro de 2018 e foragido foi preso durante uma barreira policial de rotina em Capitan Bado

Marcos Morandi Publicado em 25/09/2021, às 08h05

Acusado estava foragido da Justiça desde 2018 e foi transferido para a cadeia pública de Curuguaty
Acusado estava foragido da Justiça desde 2018 e foi transferido para a cadeia pública de Curuguaty - Polícia Nacional

César Susano Montanía Villagra, de 38 anos, foi preso nesta sexta-feira (24) pela Polícia Nacional do Paraguai, em Capitan Bado. Contra ele havia uma ordem de prisão por ser acusado de matar a esposa Ramona Cardozo Balbuena, em Ypejhú, no Departamento de Canindeyú. O crime aconteceu em 22 de novembro de 2018.

Segundo informações policiais, na época, a vítima estava com 27 anos. Acusado de feminicídio, César foi preso durante uma barreira policial de rotina no bairro Piray, em frente a uma das delegacias da cidade, que faz fronteira com Coronel Sapucaia, no Mato Grosso do Sul.

Relatos policiais do dia do crime mostram que Ramona foi morta com diversos golpes de martelo no interior da residência do casal no bairro Virgem de Fátima, em Ypejhú. Desde o dia do crime, ele estava foragido.

Depois de preso, César Susano Montanía Villagra foi transferido para a cadeia pública de Curuguaty, onde nos próximos dias será ouvido pelo Ministério Público do Paraguai e levado para uma penitenciária.

Jornal Midiamax