Polícia

Sequestro que durou mais de 1 hora no Coopharádio termina com dois presos e duas reféns liberadas

Uma arma de fogo foi apreendida e ninguém ficou ferido

Danielle Errobidarte e Ranziel Oliveira Publicado em 18/10/2021, às 18h33

None
(Foto: Leonardo de França - Jornal Midiamax)

Dois homens foram presos por participarem do sequestro e cárcere privado que durou mais de 1 hora, na tarde desta segunda-feira (18), no Bairro Coopharádio, em Campo Grande. As duas vítimas — uma idosa de 80 anos e uma mulher de 51 — foram retiradas da residência sem ferimentos.

Militares do Corpo de Bombeiros, que foram acionados para prestar apoio no local, fazem os primeiros atendimentos às vítimas, que estão abaladas emocionalmente. Elas não têm ferimentos graves.

Uma arma de fogo foi apreendida e as duas vítimas retiradas da casa após 20 minutos da entrada de policiais do Bope e Choque na residência. Policiais do Bope solicitaram que um cinegrafista se aproximasse da grade da residência porque os sequestradores exigiam a presença da imprensa. O sequestro iniciou por volta das 17 horas e encerrou uma 1 hora depois. Ainda não se sabe o que motivou o crime e nem se os sequestradores conheciam as vítimas.

Os sequestradores que exigiam a presença de imprensa entraram em contato com o Jornal Midiamax, por telefone, pedindo para que repórteres permanecessem no local. Todo o contato entre a reportagem e um dos bandidos foi acompanhado por negociadores do Choque. O caso será investigado pela Polícia Civil. 

Segundo o filho da proprietária da residência e vítima, de 59 anos, os bandidos entraram na casa afirmando serem prestadores de serviço da Telems, antiga companhia de telecomunicações do Estado. "Pareceu filme americano, fiquei com medo de matarem ela", afirmou.

Jornal Midiamax