Polícia

Reserva legal de fazenda era usada como entreposto de cigarro contrabandeado

A Polícia Militar Ambiental descobriu no sábado (30), em Nioaque, a 187 quilômetros de Campo Grande, fazenda usada como esconderijo de cigarro contrabandeado do Paraguai. A mercadoria havia sido deixada no meio do mato, na reserva legal da propriedade. Com apoio de militares do 11º Batalhão, a equipe foi ao local e se deparou com […]

Renan Nucci Publicado em 31/01/2021, às 08h03 - Atualizado às 08h15

Policiais durante apreensão da mercadoria. Foto: Divulgação
Policiais durante apreensão da mercadoria. Foto: Divulgação - Policiais durante apreensão da mercadoria. Foto: Divulgação

A Polícia Militar Ambiental descobriu no sábado (30), em Nioaque, a 187 quilômetros de Campo Grande, fazenda usada como esconderijo de cigarro contrabandeado do Paraguai. A mercadoria havia sido deixada no meio do mato, na reserva legal da propriedade.

Com apoio de militares do 11º Batalhão, a equipe foi ao local e se deparou com 3.361 pacotes amontoados em dois pontos, cobertos com lona. Informações são de que haviam sido deixados no local por um veículo Saveiro tipo furgão.

Ainda conforme a PMA, os suspeitos não foram localizados e o material será encaminhado ao Posto da Receita Federal. A polícia acredita que a fazenda era usada como entreposto para despacho da carga a outras cidades da região.

Jornal Midiamax