Polícia

Representante comercial que estuprou enteada de 15 anos vai continuar na cadeia

Ao ser flagrado pela esposa, ele chegou a pedir ‘perdão’

Thatiana Melo Publicado em 04/10/2021, às 11h44

None
(Henrique Arakaki, Midiamax)

O representante comercial, de 27 anos, que estuprou a enteada, de 15 anos, em Campo Grande, teve a prisão preventiva decretada nesta segunda-feira (4), em audiência de custódia. Ele foi flagrado pela esposa abusando da garota, na última sexta-feira (1º).

Segundo relatos da mãe da menina, ela tomou café da manhã e foi se deitar, mas como percebeu que sua filha não tinha voltado da cozinha, levantou-se e voltou ao cômodo. Nesse momento, ela flagrou a menina debruçada na máquina de lavar e o marido a estuprando.

Ao ser flagrado, o homem afastou-se e pediu perdão. A mãe chamou a filha para perto e esta lhe relatou ser a primeira vez que isso acontecia, e que não havia consentimento. O homem foi embora de casa e depois preso na residência de sua mãe.

Em depoimento especial, a vítima relatou que o padrasto a chamou para ir à lavanderia e no local a teria empurrado na máquina de lavar e abusado dela. Por ficar sem reação, não teria gritado, nem dito para que parasse.

Já o acusado, em interrogatório, disse que a enteada pediu pela relação. Quando ambos estavam na lavanderia e foram flagrados, a menina teria contado outra versão à mãe. 

Jornal Midiamax