Polícia

Proprietário rural é preso usando motosserra ilegal em exploração de madeira

Loteamento estava paralisado desde 25 de junho por infração ambiental

Diego Alves Publicado em 07/10/2021, às 20h02

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) prendeu e autuou empreiteiro usando motosserra ilegal em exploração de madeira em loteamento para e ranchos pesqueiros embargado em Rio Negro, cidade a 153 quilômetros de Campo Grande.

Policiais ambientais realizaram fiscalização em uma chácara de loteamento para ranchos pesqueiros denominada, localizada a aproximadamente 6 km da cidade de Corguinho e localizaram uma exploração de madeira com uso de motosserra ilegal. A equipe policial verificou que o loteamento estava paralisado desde 25 de junho por infração ambiental, devido à falta de licença ambiental.

Ainda segundo a polícia, o infrator foi contratado e estava explorando madeira, para o proprietário do lote, apesar do embrago. Os Policiais verificaram ainda, que o empreiteiro utilizava na atividade uma motosserra ilegal, sem o Documento de Porte e Uso (LPU). O infrator de 51 anos, residente em Terenos, recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Rochedo, por uso de motosserra ilegal e pela exploração ilegal de madeira, com pena prevista de três meses a um ano de detenção.

O empreiteiro também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 1 mil. O proprietário do lote não foi localizado, mas também será autuado pela exploração ilegal da madeira e pelo descumprimento de embargo e responderá pelo crime ambiental, com pena prevista de seis meses a um ano de detenção.

Jornal Midiamax