Polícia

Presos ‘batem grade’ e fazem greve de fome na Gameleira em Campo Grande

Detentos reclamam da péssima qualidade da comida servida na penitenciária

Thatiana Melo e Gabriel Neves Publicado em 22/10/2021, às 12h39

None
(Marcos Ermínio, Midiamax)

Presos da penitenciária da Gameleira de Segurança Máxima, em Campo Grande, fizeram um protesto, no fim da manhã desta sexta-feira (22), para reclamar das péssimas condições a que são submetidos na unidade prisional.

Segundo informações passadas para o Jornal Midiamax, nesta sexta (22), detentos bateram grades na unidade prisional. A esposa de um dos presos, de 29 anos, que não quis se identificar, disse que, até a última terça-feira (19), estava tudo certo, mas que a partir de quarta (20) começou com os detentos não recebendo os produtos de higiene.

Após isso, os presos em forma de represália passaram a fazer greve de fome e a não sair mais para o banho de sol. Com isso, os agentes penitenciários passaram a não deixar que os advogados atendessem os seus clientes, segundo uma das mulheres.

Uma das advogadas disse ao Jornal Midiamax que não consegue atender o seu cliente e tem mais sete clientes dela que estão sem assistência jurídica. “Eles deixam a gente tomando 'chá de cadeira'”, disse a advogada.

A esposa de um dos presos ainda relatou que os detentos sofrem maus-tratos e apanham dos agentes, na penitenciária. 

Em nota, a Agepen informou que os presos estavam alojados no pavilhão 1 e "a alteração foi controlada com apoio do Comando de Operações Penitenciárias (COPE). Os internos envolvidos já foram identificados e as sanções cabíveis serão aplicadas".

A situação foi controlada e, segundo a Agepen, iniciou no momento em que um interno estava sendo retirado para ser encaminhado à cela disciplinar. "Os demais [presos] do local começaram a bater nas grades e chegaram a avariar o tanque utilizado para lavagem de roupas no pavilhão. Durante o episódio um servidor ficou ferido no olho", finaliza a nota. 

(Matéria editada às 13h20 para acréscimo de posicionamento da Agepen)

Jornal Midiamax