Polícia

Preso foi morto com 14 facadas em cela na fronteira de Mato Grosso do Sul

No local, os agentes também detectaram um incêndio e um preso sofreu queimaduras

Marcos Morandi Publicado em 29/11/2021, às 08h05

Detentos aproveitaram apagão durante tempestade
Detentos aproveitaram apagão durante tempestade - Divulgação

Juan Manuel González, que cumpria pena por roubo qualificado na cidade de Caaguazú, foi assassinado neste domingo no Presídio de Pedro Juan Caballero. O suposto autor do crime seria outro interno chamado Ángel David Ramírez Ruiz, que teria desferido 14 facadas na vítima.

Segundo informações policiais, o crime aconteceu por volta das 20h30, durante um apagão que se originou na cidade após a tempestade de fortes ventos que atingiu a região. Os carcereiros perceberam o ocorrido e passaram a socorrer a vítima, que, no entanto, não resistiu e morreu devido à gravidade dos ferimentos.

Um pouco antes do crime, o interno Arsenio Eduardo Torres, de 26 anos, foi ferido com queimaduras em grande parte do corpo e teve que ser levado ao Hospital Regional de Pedro Juan Caballero.

Segundo informações até agora apuradas pela Polícia Nacional, o detento teria iniciado o incêndio, queimando sua própria roupa após discussão com os colegas.

Jornal Midiamax