Polícia

Preso do PCC no Paraguai usou nome falso e estava foragido de Santa Catarina

Gabriel Mendes da Silva, de 35 anos preso no Paraguai, na noite de sábado (13) estaria foragido da penitenciária de Itajaí em Santa Catarina. Ele que mentiu pertencer a facção criminosa CV (Comando Vermelho), na realidade é membro do PCC (Primeiro Comando da Capital). Ele foi preso escondido em uma residência localizada em San Barnardino, […]

Thatiana Melo Publicado em 16/02/2021, às 08h15 - Atualizado às 12h53

None

Gabriel Mendes da Silva, de 35 anos preso no Paraguai, na noite de sábado (13) estaria foragido da penitenciária de Itajaí em Santa Catarina. Ele que mentiu pertencer a facção criminosa CV (Comando Vermelho), na realidade é membro do PCC (Primeiro Comando da Capital).

Ele foi preso escondido em uma residência localizada em San Barnardino, nas proximidades de Assunção. Gabriel na realidade usava um documento falso e seu nome verdadeiro é Rodrigo Braga de 35 anos, morador de Florianópolis, em Santa Catarina. De acordo com a polícia paraguaia, ele está ligado a facção no tráfico de drogas.

Rodrigo foi expulso do Paraguai e entregue as autoridades brasileiras pela Ponte da Amizade, em Ciudad del Leste. Este é o quarto brasileiro preso no Paraguai nos últimos duas e que tem vínculo com facções criminosas. Na semana passada foram presas três pessoas, entre elas um advogado residente em |Dourados, que depois de expulsos, acabou solto. Eles são acusados de envolvimento com o PCC (Primeiro Comando da Capital).

Jornal Midiamax