Polícia

Preso da Gameleira é executado a tiros na frente da esposa por motociclista

Foi assassinado a tiros na frente do Presídio semiaberto da Gameleira, na zona rural de Campo Grande, Jefferson Santana Apolinário de 35 anos. Ele saia todo dia pela manhã para trabalhar e nesta sexta-feira (5) esperava pela esposa que ia levar dinheiro a ele. A mulher contou que havia combinado de levar dinheiro para o […]

Thatiana Melo Publicado em 05/02/2021, às 10h41 - Atualizado às 15h19

(Arquivo)
(Arquivo) - (Arquivo)

Foi assassinado a tiros na frente do Presídio semiaberto da Gameleira, na zona rural de Campo Grande, Jefferson Santana Apolinário de 35 anos. Ele saia todo dia pela manhã para trabalhar e nesta sexta-feira (5) esperava pela esposa que ia levar dinheiro a ele.

A mulher contou que havia combinado de levar dinheiro para o marido na manhã desta sexta (5), sendo que por volta das 6h20 foi de encontro com ônibus onde estava sem marido para lhe entregar o dinheiro e foi nesse momento depois da saída dele do coletivo, que um desconhecido o chamou para ajudar com a corrente de uma motocicleta.

Quando Jefferson foi de encontro, o homem fez vários disparos contra a vítima. a mulher ainda tentou socorrer o marido colocando-o dentro do carro e levando para a uma unidade de saúde do Aero Rancho, mas ele já estava morto. Ela disse que o suspeito estava em uma moto de cor vermelha.

A mulher não soube dizer se o marido tinha rixa ou brigas com alguém que pode ter motivado o crime.

Em novembro de 2020, Juliano Pereira foi assassinado com pelo menos mais de 10 tiros em frente ao Presídio da Gameleira em Campo Grande. Ele foi morto no estacionamento do estabelecimento penal. Juliano teria sido executado com aproximadamente 14 tiros de pistola 9mm.

A execução aconteceu por volta das 6 horas da manhã do dia 30. A polícia militar encontrou no local várias cápsulas. Ele seria sobrinho de Jorge Rafaat, que foi executado com tiros de metralhadora em junho de 2016, na fronteira.

Jornal Midiamax