Polícia

Policial penal foi rendido por três presos durante fechamento do banho de sol

O policial penal feito refém em início de rebelião na tarde desta sexta-feira (01), no Estabelecimento Penal Masculino Ricardo Brandão, em Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande, foi abordado por três presos durante o fechamento do banho de sol.  Informações são de que os internos não estariam armados e que, por enquanto, o […]

Renan Nucci Publicado em 01/01/2021, às 17h43 - Atualizado em 02/01/2021, às 08h37

Unidade Penal Ricardo Brandão, em Ponta Porã. Foto: Ponta Porã Informa
Unidade Penal Ricardo Brandão, em Ponta Porã. Foto: Ponta Porã Informa - Unidade Penal Ricardo Brandão, em Ponta Porã. Foto: Ponta Porã Informa

O policial penal feito refém em início de rebelião na tarde desta sexta-feira (01), no Estabelecimento Penal Masculino Ricardo Brandão, em Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande, foi abordado por três presos durante o fechamento do banho de sol. 

Informações são de que os internos não estariam armados e que, por enquanto, o servidor está bem. O grupo exige a presença da imprensa e do judiciário no local.

Conforme apurado, o policial foi puxado para dentro da cela e teve o celular tomado pelos presos, que usaram o aparelho para fazer uma videochamada a outro servidor, apresentando as exigências. 

A direção da unidade, juntamente com o Serviço Social negociam com os internos, mas o motivo do ato não foi revelado. Mais servidores reforçam a segurança com apoio da Polícia Militar. As negociações continuam.

A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) acompanha o caso, mas aguarda mais informações para apresentar um manifesto formal. Equipe do Sinsap (Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária) está no local.

Jornal Midiamax