Polícia

Em princípio de rebelião, presos fazem policial penal refém em presídio de Ponta Porã

Presos do Estabelecimento Penal Masculino Ricardo Brandão, em Ponta Porã, município localizado na fronteira com o Paraguai, a 346 quilômetros de Campo Grande, fizeram um policial penal de refém na tarde desta sexta-feira (01). Informações preliminares apontam que os internos exigem a presença da imprensa e de representantes do Judiciário no local. Os envolvidos seriam […]

Renan Nucci Publicado em 01/01/2021, às 16h56 - Atualizado às 17h07

Viatura do DOF chegando ao presídio. Foto: Divulgação
Viatura do DOF chegando ao presídio. Foto: Divulgação - Viatura do DOF chegando ao presídio. Foto: Divulgação

Presos do Estabelecimento Penal Masculino Ricardo Brandão, em Ponta Porã, município localizado na fronteira com o Paraguai, a 346 quilômetros de Campo Grande, fizeram um policial penal de refém na tarde desta sexta-feira (01). Informações preliminares apontam que os internos exigem a presença da imprensa e de representantes do Judiciário no local. Os envolvidos seriam da cela disciplinar. Não foram divulgados detalhes sobre como o agente foi capturado.

No entanto, conforme apurado, após rendê-lo, os presos pegaram o celular dele e ligaram por vídeo para outro policial penal, relatando o ocorrido. Eles disseram que não iriam se manifestar até que imprensa e judiciário estivessem por lá.

Equipes do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) e Polícia Militar foram acionadas e negociam com os internos, a fim de garantir que o servidor seja solto em segurança. Porém, informações são que eles não querem a polícia por perto.

A reportagem entrou em contato com a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) que alegou estar em busca de mais informações. Todavia, a agência alega que não trata o ocorrido como uma rebelião.

Jornal Midiamax