Polícia

Polícia suspeita que carro tenha sido alugado para execução com 60 tiros em Campo Grande

Geraldo foi executado em frente de casa e filha presenciou assassinato de pai

Thatiana Melo Publicado em 22/04/2021, às 08h56

None

O carro encontrado queimado na noite de sábado (17), em uma área rural, que fica aos fundos do Jardim Itamaracá, em Campo Grande era alugado e a suspeita da polícia é de que os criminosos tenham alugado o veículo exclusivamente para assassinar com 60 tiros de fuzil, Geraldo Ramos Villa de 36 anos, em frente de sua casa no bairro Iracy Coelho III.

De acordo com o delegado Gustavo Bueno da 5º Delegacia de Polícia Civil, ainda se espera pelos laudos, mas o veículo é o HB20 usado pelos criminosos para executar Geraldo. O carro foi alugado. Sobre as imagens do dia do crime, Bueno afirmou que estão passando por perícia, e que por enquanto só é possível ver os clarões dos tiros. Já sobre a autoria para o assassinato o delegado comentou que está em busca dos suspeitos e a motivação para o crime.

A execução de Geraldo teria ligação com a facção pelas armas usadas no crime, fuzil 556 e 762, que geralmente são as escolhidas por facções criminosas. Em 2007, Geraldo foi vítima de dois atentados, sendo que neste mesmo ano, ele teria cometido um homicídio, e em 2015 mais uma vez tentaram matar Geraldo, antes da execução desta sexta (16).

A execução

O assassinato de Geraldo aconteceu por volta das 21 horas de sexta (16), quando a vítima guardava a camionete na garagem de casa, sendo que os atiradores chegaram em um veículo HB20, de cor prata. Um dos autores desceu do carro e passou a fazer os disparos contra Geraldo, que foi atingido cerca de 60 tiros.

Uma testemunha que estava indo para casa quando viu Geraldo sendo assassinado e depois dos autores fugindo no carro, de cor prata. A perícia encontrou 57 cápsulas no local, além de quatro munições sendo três percutidas e não deflagradas. Também foram recolhidos no local dois aparelhos celulares que estavam ao lado do corpo de Geraldo.

Jornal Midiamax