Polícia

Polícia prende quatro e apreende 230kg maconha negociadas em churrascaria

230 kg de maconha eram negociadas em uma churrascaria

Diego Alves Publicado em 13/04/2021, às 23h51

Divulgação
Divulgação
Policiais civis do Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira) prendeu quatro pessoas e apreendeu 230 quilos de maconha durante monitoramento a um veículo com placas paraguaias estacionado no pátio de uma churrascaria localizada nas proximidades do trevo que dá acesso à rodovia que interliga Dourados a Caarapó.
De acordo com a polícia, a vigilância teve início por voltadas 22h30 desta segunda-feira (12), quando os policiais identificaram que o veículo possuía duas pessoas em seu interior. Logo em seguida, os agentes identificaram um segundo veículo que estacionou ao seu lado, também com dois ocupantes, e placas de Mundo Novo.
Ainda segundo a polícia, diante dos indícios de estar ocorrendo uma negociação relativa ao tráfico de drogas, os policiais realizaram a abordagem e identificaram que o automóvel com placas de Mundo Novo, um VW Space Fox, transportava vários fardos de maconha.
Os ocupantes, pai e filho, eram moradores em Mundo Novo. Já no carro com placas paraguaias, estavam dois indivíduos, um residente em Mundo Novo e o outro em Salto Del Guairá-PY. Eles relataram que haviam saído da cidade brasileira para entregar a droga para um comprador residente em Dourados, que os encontraria no pátio da churrascaria.
Os quatro indivíduos estavam atuando no tráfico de drogas, sendo que os ocupantes do carro de placas paraguaias seriam batedores da carga. Apesar de os automóveis estarem registrados em nome de dois deles, os criminosos alegaram que a maconha não os pertencia, e que apenas foram contratados para transportar a droga, sendo que pela empreitada receberiam R$ 1.000, cada um.
A Polícia Civil agora procura o homem que seria o comprador das drogas, residente em Dourados. Os quatro indivíduos, que não possuem antecedentes criminais, foram autuados por tráfico e associação para o tráfico de drogas.

Jornal Midiamax