Polícia

Polícia desarticula associação criminosa e prende quatro por roubo de caminhonete

Desarticulou uma associação criminosa responsável por roubo de caminhonete

Diego Alves Publicado em 20/11/2021, às 00h30

Divulgação
Divulgação

Policiais civis da Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos) desarticulou uma associação criminosa responsável por roubo de caminhonete na rua Bom Pastor em Campo Grande e prendeu dois integrantes do grupo, em flagrante. Os policiais civis iniciaram as investigações para apurar o crime de roubo de uma camionete S10, registrado na Depac Centro, no dia 9 de novembro.

De acordo com a polícia, no decorrer das investigações, a Polícia Civil recebeu informações sobre a participação de um homem de 42 anos no roubo, porém, ele acabou preso em flagrante pela Polícia Militar quando praticou o roubo de outro veículo.

Conduzido para Defurv, o homem confessou sua participação também no roubo da caminhonete.

Segundo seu depoimento, uma casa localizada no Jardim Pênfigo, seria o “QG” do grupo para combinar a prática do roubo do veículo, sendo também o local em que foi feita a partilha do dinheiro recebido pela prática do crime.

Com base nessas informações, os policias foram até a residência e se depararam com o veículo Honda Fit, que após consulta ao sistema SIGO, constatou ser o veículo produto de furto do dia 13/11.

Diante desses fatos, foi realizada abordagem das pessoas sendo uma mulher de 22 anos e dois homens de 21 anos.

No momento da abordagem um dos homens de 21 anos afirmou que seria o proprietário do veículo Honda Fit e que haveria uma arma de fogo de sua propriedade escondida no armário do quarto.

Considerando a situação flagrancial de receptação e a posse de arma de fogo de uso permitido, todos os suspeitos foram conduzidos a Especializada para esclarecimento da ocorrência.

Levando em considerando as investigações, os dois homens de 21 anos foram questionados sobre o envolvimento no crime de roubo da S10 e de pronto confessaram a participação.

Narraram no interrogatório como foi a execução do crime onde, na companhia dos outros dois homens abordaram uma família com utilização de arma de fogo e subtraíram o veículo.

Considerando que a mulher não teve participação no crime, desconhecia a procedência ilícita do Honda Fit localizado em sua casa e não sabia da existência da arma, prestou depoimento como suspeita e foi liberada.

Analisando a dinâmica dos fatos, bem como as passagens criminais dos envolvidos, o grupo de dois homens de 21 anos, 34 e 42 anos se reuniram para a prática de crimes contra o patrimônio, razão pela qual o crime de associação criminosa.

Os dois homens localizados nesta manhã foram autuados em flagrante por associação criminosa, receptação e posse de arma de fogo, bem como indiciados no crime de roubo majorado pelo concurso de pessoas e utilização de arma de fogo, referente ao veículo S10.

Os outros dois homens, 34 anos e 42 anos, como já estão presos em flagrante pela prática de outros crimes, serão indiciados pela prática do crime de roubo majorado pelo concurso de pessoas e utilização de arma de fogo, referente ao veículo S10.

O veículo S10, segundo declaração dos envolvidos, encontra-se no país vizinho Paraguai e receberam cada um R$ 2.700,00 (dois mil e setecentos reais) pela prática do crime.

A arma apreendida nesta manhã foi uma das armas utilizadas no roubo da caminhonete S10 na noite do dia 8 de novembro.

Jornal Midiamax