Polícia

Polícia apreende 550 metros de redes de pesca, solta 10 kg de pescado

Medindo 150 metros

Diego Alves Publicado em 26/05/2021, às 21h48

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Bataguassu apreende 550 metros de redes de pesca, solta 10 kg de pescado. De acordo com a PMA, após apreensão no dia (16) no rio Paraná, no Lago da Usina Sérgio Motta, de 25 redes de pesca, medindo 800 metros, Policiais Militares Ambientais de Bataguassu intensificaram a fiscalização, principalmente para a retirada deste tipo de petrecho ilegal e, logo em seguida no dia 18, apreenderam mais três redes de pesca, medindo 150 metros.

As apreensões aconteceram nos municípios de Bataguassu, Anaurilândia e Santa Rita do Pardo. Hoje (26), mais 15 redes, medindo 550 metros foram retiradas novamente do lago da Usina Sérgio Motta e apreendidas, nos municípios de Bataguassu de Anaurilândia. Aproximadamente 10 kg de peixes que estavam presos às redes de pesca foram soltos no rio. A equipe ainda fiscalizou 20 pescadores amadores que pescavam embarcados e quatro profissionais e todos pescavam legalmente.

Uma das maiores preocupações da PMA é relativa à prevenção à pesca predatória são os petrechos proibidos que são armados por infratores, principalmente as redes de pesca, que além do alto poder de captura e depredação de cardumes, existe muita dificuldade de se prender os autores devido ao pouco tempo de exposição para armá-los nos rios. Por esta razão, mesmo que não sejam presos esses infratores, a intensificação deste tipo de fiscalização de retirada desses petrechos com alto poder de captura evita a degradação dos cardumes e também impõe prejuízo financeiro aos infratores ao perderem o petrecho ilegal.

Jornal Midiamax