Polícia

PMR mobiliza efetivo em busca de ambulância que desapareceu em MS

A Polícia Militar Rodoviária concentra esforços na tentativa de localizar uma ambulância do município de Aral Moreira, a 372 quilômetros de Campo Grande, que desapareceu durante transporte de uma paciente com coronavírus (Covid-19) na noite de segunda-feira (04).  Até o momento, não há vestígios sobre o paradeiro do veículo e os ocupantes são dados como […]

Renan Nucci Publicado em 05/01/2021, às 16h02 - Atualizado às 17h14

Ambulância da prefeitura de Aral Moreira sumiu durante o transporte de uma paciente. Foto: Divulgação
Ambulância da prefeitura de Aral Moreira sumiu durante o transporte de uma paciente. Foto: Divulgação - Ambulância da prefeitura de Aral Moreira sumiu durante o transporte de uma paciente. Foto: Divulgação

A Polícia Militar Rodoviária concentra esforços na tentativa de localizar uma ambulância do município de Aral Moreira, a 372 quilômetros de Campo Grande, que desapareceu durante transporte de uma paciente com coronavírus (Covid-19) na noite de segunda-feira (04).  Até o momento, não há vestígios sobre o paradeiro do veículo e os ocupantes são dados como desaparecidos.

Por meio de nota, a corporação disse estar empenhada nas buscas e colocou o telefone 198 à disposição para denúncias. Conforme apurado pelo Midiamax, as equipes devem fazer buscas também na rodovia que liga Ivinhema a Nova Andradina, onde nesta tarde uma testemunha alegou haver uma ambulância abandonada no local.

A reportagem entrou em contato com as polícias de Ivinhema e de Nova Andradina, mas não havia acionamento para nenhum caso de acidente ou averiguação de veículo. Conforme já noticiado, a ambulância modelo Ducato semi UTI (Unidade de Terapia Intensiva) saiu às 23h40 de Aral Moreira para levar a paciente até Naviraí, onde estão sendo tratados casos da doença. 

Além da mulher, estavam o motorista, o enfermeiro e o médico que é diretor clínico. Após passar o tempo previsto de chegada, como ninguém apareceu, funcionários do hospital de Naviraí entraram em contato com o hospital de Aral Moreira, relatando a ausência. As equipes tentaram contato com os ocupantes da ambulância, mas sem sucesso.

Teve início então um verdadeiro trabalho de cooperação para tentar localizar os envolvidos. Todas as forças de segurança da fronteira, que atuam no trajeto entre as duas cidades, foram acionadas. Porém, ninguém encontrou a ambulância.

Todos os hospitais da rota e até mesmo que estão fora da rota, mas que são referência de atendimento, como o Hospital da Vida de Dourados, foram consultados, mas nenhuma vítima deu entrada; Um veículo da prefeitura, que participava das buscas, chegou a capotar, mas ninguém se feriu com gravidade. Ainda não há informações sobre o que pode ter ocorrido.

Jornal Midiamax