Polícia

PMA autua empresa em R$ 25,8 mil por derrubada ilegal de árvores

As árvores derrubadas ilegalmente estavam ao solo no local

Diego Alves Publicado em 04/06/2021, às 20h52

Divulgação, PMA
Divulgação, PMA

Policiais Militares Ambientais de Porto Murinho, que trabalham na operação Corpus Christi/Big Fish III/21, realizavam fiscalização ambiental e localizaram hoje (4) em uma propriedade rural no município, localizada a 95 km da cidade, uma área de exploração ilegal de árvores que eram derrubadas para exploração da madeira e mudança no uso do solo.

No local, 86 árvores de grande porte da espécie aroeira, madeira que até bem pouco tempo era protegida por lei, devido a sua exploração intensiva por muito tempo, em razão do alto valor econômico, foram derrubadas recentemente sem a licença do órgão ambiental. A empresa proprietária da fazenda, com domicílio jurídico em Presidente Prudente (SP), que exploraria a madeira, efetuou a derrubada das árvores para substituir a área que era de pastagem por lavoura.

As árvores derrubadas ilegalmente estavam ao solo no local e foram proibidas de terem a madeira explorada, sem a legalização junto ao órgão ambiental. A empresa infratora, foi autuada administrativamente e foi multada em R$ 25.800,00. Os responsáveis também responderão pelo crime ambiental, com pena de seis meses a um ano de detenção.

Jornal Midiamax